• Mariliane C.Caramão

Reserva de Emergência

Também chamada de fundo de emergência, reserva de paz, de segurança, de tranquilidade, de saúde.

Você já ouviu falar?

Mesmo desconhecendo, você pode suspeitar do que se trata. Basicamente é guardar um dinheirinho em segurança para "possíveis" surpresas.


Acompanha aqui que vou contar porque é tão importante ter uma...

Pode ser que que você já tenha conquistado um equilíbrio financeiro, isto é, os ganhos sejam maiores que os gastos. Mas o que você faz quando acontece algum imprevisto: aquela situação que você não esperava e precisa de dinheiro com urgência?

Especialmente o ano de 2020 nos convida a pensar nisso. Dá uma desorientação, ter o salário reduzido, perder renda, emprego. Nestas situações podemos recorrer ao cartão de crédito, a um empréstimo ou quem sabe um financiamento. Mas sabemos o quanto essas opções são caras e agravam ainda mais o problema.

Para não cair nessas furadas, a regra de ouro da educação financeira é formar uma Reserva de Emergência (ou qualquer outro nome que faça mais sentido para você). O que importa é ter uma grana para evitar endividamento e cair no colo do jujuzão (juros altos). Enfim, você precisa ter algum dinheiro (ou investimento que rapidamente possa ser transformado dinheiro) para as situações imprevistas e urgentes.


Essa reserva em dinheiro, então, tem a finalidade de PREVENÇÃO. Existem várias técnicas de como formar uma reserva, mas aqui vou me deter em contar como eu entendi isso antes de conhecer qualquer método mais sistematizado.


Foi durante a GRAVIDEZ. Por mais que eu e meu marido tivéssemos um equilíbrio financeiro, não pensávamos nesses gastos urgentes. Apesar da minha formação na área de economia, eu não tinha a menor noção de educação financeira, era tudo instintivo, quando não distorcido.


Esperar um filho traz uma sensação maravilhosa, eu tenho como uma das épocas mais lindas da vida. Mas, é inevitável, pensamentos mais preocupados chegam junto. E se, E se, E se...


Neste momento foi o pulo do gato na vida. A gente não precisa se comportar como se todos os eventos fossem imprevisíveis e tentar ignorá-los. Fez sentido encarar algumas situações que acontecem todos os dias e que estávamos sujeitos (eu nem era tão dramática, mas me apavorava com o preço das fórmulas especiais, por exemplo). Pensar positivo mas agir preventivamente, foi o que fizemos.


Então, ao invés de “comprar” todas as sugestões para a chegada do primeiro filho (aquelas listas enormes, que parece que o mundo vai acabar), preferimos concentrar em fazer uma reserva de dinheiro para conter os pensamentos aflitivos.

Não estou dizendo que o enxoval não foi bom, pelo contrário. Mas nossa preparação não incluiu roupas até os 5 anos de idade, financiamento, reformas caras ou comprar um carro grande para caber o carrinho (comprei um carrinho que cabia no porta-malas pequeno). Simplesmente nos permitir a opção de gastar menos do que podíamos foi nosso alívio. Deu muito certo. Graças a Deus, nosso pequeno chegou muito bem e não tivemos gastos imprevistos (apesar das outras inúmeras situações, além do nosso controle, que apareceram e fomos aprendendo a lidar kkk).

Por mais que eu não tivesse uma ideia clara sobre o que era educação financeira, muito menos psicologia econômica, lá em 2012, foi determinante para nossa tranquilidade ter percebido que poderíamos de alguma forma (e dentro de algum limite), contornar imprevistos no nascimento. E aqueles meses que poderiam ter sido dos maiores gastos, foram de contenção, mas também de tranquilidade. Ao invés de deixar a ansiedade no comando, eu consegui dominar.

Usamos alguma regra pra essa reserva? Não. Foi o que era possível naquele momento. Inclusive nenhum dos nomes citados lá no início era muito familiar para nós.

Posso dizer que foi um aprendizado a fórceps.


Mas o cenário lá em 2012 era muito diferente do atual. E hoje um pouco mais de conhecimento é bem-vindo e pode facilitar muito.


Se você já teve contato com alguma orientação para a reserva de emergência (e ficou mais apavorado ainda), calma, não desanime! Comece com a quantia que for possível. O simples fato de saber que está direcionando teus esforços para te proteger numa situação de risco já vai contribuir bastante.

Você já formou sua reserva ou vai iniciar já?

Em qual situação ter uma reserva teria ajudado você?

Vou adorar saber e quem sabe posso te ajudar.


"A hora certa para consertar o telhado quebrado é quando o sol ainda está brilhando".


Tchau!


7 visualizações

Contato

Utilize o formulário abaixo para enviar uma mensagem para nós. Será um prazer colaborar no desenvolvimento  dos seus filhos ou alunos!

Ou escolha o seu canal preferido clicando nos botões abaixo e fale conosco agora mesmo!

Whatsapp-512.webp
1431677-call-telephone-icon-telephone-ph

Siga nosso perfil no Instagram!

1024px-Instagram_icon.png

Endereço de E-mail

Telefone

(51) 99203.1484

Impulsione sua estratégia de Marketing Hoje mesmo.